terça-feira, 6 de maio de 2014

Mangá: Vinland Saga #1

Olá, aventureiros!
Hoje o papo é mangá!

Vinland Saga - Volume 1:
Autor: Makoto Yukimura
Gênero: Seinen
Periodicidade: Bimestral
Status no Japão: Em andamento com 14 volumes, lançado em 2006.
Formato: 13,7 x 20 cm
Páginas: 218 páginas
Editora: Panini Comics/Planet Mangá
Preço: R$ 11,90
Classificação: 14 Anos
EDIÇÃO DE LANÇAMENTO
Sinopse: O jovem Thorfinn busca vingança contra o assassino de seu pai. Mas para conseguir o tão desejado duelo, terá que navegar por mares gelados e se lançar na carnificina de guerras ao lado de impiedosos vikings.

Não se sabe a origem da palavra “viking”. Dizem que pode ter se originado de “vik”, que significa “estuário”. Os vikings utilizavam os estuários como portos naturais e construíam vilas nas proximidades. Viviam, amavam, riam e choravam enquanto criavam carneiros e porcos, cultivavam a terra, trabalhavam no tear, se alimentavam de trigo, arenques, baleias e focas, e bebiam cerveja. Eles são mais conhecidos por sua fama como “piratas”, mas espero mostrar outras facetas de seu cotidiano.
- Makoto Yukimura

Este texto é livre de spoilers!

Vinland Saga narra a busca de Thorfinn por vingança. Thorfinn segue com um grupo de mercenários, cujo líder, Askeladd, é o alvo de sua vingança. No mangá vemos grandes batalhas com vikings, ingleses e francos, cuja trama vai oscilando entre o presente e o passado do protagonista. No passado, vemos a vila de Thorfinn e a vida Thors, seu pai, e do resto de sua família, na Islândia, também é onde sabemos um pouco da Vinland, uma vila construída por vikings numa terra mais quente e com solo mais fértil.
No presente, vemos Thorfinn em batalha e em busca da vingança, nas terras da Normandia (França) e na Dinamarca.

Os vikings apresentados aqui são muito parecidos com os que conhecemos das lendas, filmes e histórias, que não são necessariamente os vikings que realmente existiram, mas a história viking apresentada é bem convincente, bem parecida com a real; temos as viagens e conquistas das novas terras, a cristianização de povos pagãos, as constituições das vilas e dos dracares.
Apesar da visão quase lendária dos vikings, o mangá chega a ser bem pé no chão. Ficou muito bom assim.

Achei um pouco raso este volume, que deveria ser a introdução da história. Geralmente o personagem principal conquista o leitor nesse primeiro momento, o que não aconteceu. Em compensação, as cenas de ação apresentadas logo no começo são incríveis e os conceitos de política vikings e de o que é ser guerreiro são muito bem apresentados. Além disso, a história aborda momentaneamente a mitologia nórdica, falando um pouco do mito da cobra Jormungand, o que eu espero que aconteça mais no próximos volumes!

A arte é uma sacanagem de boa. Cheia de detalhes, tudo é muito bonito e bem feito. Inclusive o alívio cômico, que eu detesto independente da mídia, apesar de que aqui foi bem tranquilo e sem exageros.

No fim do livro há pequenas tirinhas com os personagens, um mapa da rota de Thorfinn e até um esquema da arquitetura das casas vikings que é de tirar o chapéu.

A edição também merece elogios. A capa é a mesma da versão japonesa, inclusive a fonte do título do mangá. As páginas são de qualidade padrão que eu acho mais que aceitável. As 4 páginas iniciais são coloridas, com ilustrações muito belas.

Lí as 200 páginas em pouquíssimo tempo e fiquei com aquela sensação de querer continuar lendo madrugada adentro, portanto:

OS DRAGÕES DE FOGO RECOMENDA VINLAND SAGA!

E façam o anime, por favor!

Não esqueça de compartilhar este blog com vossos amigos, nobre navegante!
Aproveite e curta nossa página no facebook!
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Status: Louca para ler esse mangá <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo nada, eu sei que é você, Bárbara!!!
      AHUAHUAHUAHAU
      Pois leia, tá show de bola!
      ;)

      Excluir

Faça um blogueiro feliz deixando seu comentário!
Obrigado pela visita, volte sempre!
Caso tenha um blog, deixe o link para que eu retribua a visita!