quinta-feira, 26 de junho de 2014

Filme: A Caça (2012)

Olá, aventureiros!
Hoje o papo é filme!

A Caça:
Título Original: Jagten
Ano: 2012
Duração: 106 minutos
Gênero: Drama
País: Dinamarca
Direção: Thomas Vinterberg
Roteiro: Tobias Lindholm, Thomas Vinterberg
Elenco: Mads Mikkelsen, Thomas Bo Larsen, Alexandra Rapaport, Annika Wedderkopp, Susse Wold, Lars Ranthe
Sinopse: Lucas, interpretado por Mads Mikkelsen, é um habitante comum de uma unida vila dinamarquesa. Divorciado, esforça-se por manter uma relação com o filho. Tendo perdido seu antigo emprego de professor do ensino médio, e enfrentando algumas dificuldades, ele passa a trabalhar numa escolinha da cidade. A princípio, sua relação com os alunos é boa e saudável, porém sua vida é completamente arrasada quando ele é injustamente acusado de pedofilia e passa a ser alvo de perseguição por toda a comunidade.

O mundo está cheio de maldade, mas se ficarmos juntos, ele vai embora.

Este texto é livre de spoilers!

Em A Caça, no original Jagten, vemos a vida de Lucas (Mads Mikkelsen), um professor do ensino infantil recém divorciado, cheio de amigos, vivendo em uma pacata cidade da Dinamarca. Sua vida muda bruscamente quando uma das crianças diz que o professor lhe mostrou suas partes íntimas, o que era mentira. Agora, Lucas passa a ser perseguido pelos cidadãos da cidade enquanto luta para provar que é inocente.

Caraca, que filme foda!

Mads Mikkelsen é o ator protagonista do filme, mas já conhecemos este dinamarquês de alguns outros filmes. Ele é Le Chiffre, o vilão que chora sangue em 007 - Cassino Royale. Ele também é Tristão, um dos Cavaleiros da Távola Redonda naquele filme meia-boca do Rei Arthur com o Clive Owen. Teve participações também em Os Três Mosqueteiros (2011), Fúria de Titãs e diversos outros. Além de ser muito conceituado em trabalhos na Dinamarca, como o filme Guerreiro Silencioso. Atualmente ele é Hannibal, um dos assassinos em série mais famoso dos cinemas, na série homônima da NBC, baseada no livro Dragão Vermelho, de Thomas Harris.

Fiz toda essa apresentação de Mads Mikkelsen por que já assisti alguns trabalhos dele, acompanho a série Hannibal e posso dizer sem medo de errar que Mads Mikkelsen é garantia de uma boa interpretação.
Nesse filme não é diferente, não é atoa que ele ganhou o prêmio de melhor ator por este filme no Festival de Cannes de 2012. Lucas é um personagem mais dramático do que os outros que vi ele interpretando e ele foi perfeito.
Rasgação de seda a parte, o filme tem boas interpretações no geral, mas como Mads é o protagonista, os holofotes ficam todo nele.

O filme é sem cenas de ação, mas não chega a ser um filme parado. Tem muitas reviravoltas e discussões "acaloradas".
Um grande aspecto do filme é a transformação de Lucas. Do que ele era, um professor querido cheio de amigos, para o que ele se tornou. Mesmo não sendo o monstro que todos imaginavam, Lucas acaba mudando, e aquela pessoa feliz deixa de existir.

O roteiro é bom acima da média. A natureza humana é exposta na tela sem medo. Recentemente vimos no Brasil algo parecido, em que pessoas espancaram e mataram uma dona de casa por acharem que ela sequestrava crianças para fazer magia negra, no litoral paulista.
Com essa trama, várias questões éticas são abordadas, mesmo o filme demonstrando opiniões.
Se você tivesse um amigo acusado de pedofilia, como você o trataria? Condenaria ou esperaria um julgamento? E se fosse inocentado, como o trataria? Como antes?
No filme vemos que a natureza humana não é passiva. Não é de acreditar e perdoar.

O filme tem cenas bem dramáticas que chama a atenção. Sem spoilers, podemos citar a discussão na igreja e a cena final. Tem uma cena que vai te fazer chorar, independente de quem você seja. É uma cena na chuva (fica difícil sem spoilers, né? Mas se você ainda não assistiu o filme, vai lembrar do que eu falei ao vê-lo).

Sem efeitos especiais, obviamente, já que quase não estão presentes em dramas, o filme tem uma trilha sonora regular, sem ser chamativa, combinando com o clima do filme.

E o final é muito bom. Pode não parecer, mas ele responde as questões abordadas pelo filme.

Resumindo, o filme é muito bom em todos os sentidos e muito recomendados aos fãs de um bom drama. Agora, se você só se amarra em Transformers ou Velozes e Furiosos, melhor deixar pra lá.

OS DRAGÕES DE FOGO RECOMENDA A CAÇA!!!

Agora a nota, de 0 a 5:

Personagens: Bons personagens e atuações muito boas! Um ponto!

Roteiro: Muito bom e muito competente. Um ponto!

Início: É bom. Parece meio parado, mas já acontecem coisas o suficiente para te prender. Um ponto!

Término: Bom!!! Um ponto!

Efeitos Visuais, Sonoros e Trilha Sonora: Não tenho do que reclamar. Um ponto!

Então, 5 Canecas de Hidromel para A Caça!

Filme dinamarquês de tirar o chapéu, meu jovem.

Para mais filmes, clique aqui!

Não se esqueça de compartilhar o blog com vossos amigos, caro navegante!
Aproveite e curta nossa página no facebook!
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

12 comentários:

  1. Esse filme está entre os melhores que eu vi esse ano.
    Eu tenho um pequeno problema com filmes que envolvem crianças, porque assim, eu acho que elas absorvem muito as características dos personagens quais interpretam, elas conseguem ser muito intensas de um modo que adulto nenhum consegue, pra mim elas conseguem transmitir uma realidade muito sólida, principalmente em dramas. Essa menina, meu deus, como eu a odiei. Talvez eu devesse ter mais ódio dos pais dela e daquele irmão perturbado, mas ela, tá ela era só uma criança, muito pequena, mas isso não significa que não faça as coisas por maldade, pura maldade e era só isso que eu conseguia enxergar e depois toda a cidade se deixando levar por uma garotinha do que? 5, 7 anos? E depois levando ela quis falar a verdade eles a compeliram a acreditar que era verdade mesmo, como que eles puderam ser tão cegos? Eles acabaram com a vida de um homem. E aquele final, todos fingindo que tudo estava bem, que eles voltariam a ser melhores amigos quando na verdade eles só estavam "de olho" no Lucas...
    Esse filme me despertou muitos sentimentos ruins, agonia principalmente e ódio, mas eu achei sensacional, toda a atmosfera, o clima tenso, achei ótimo.
    Assista O Homem Duplicado, saiu nos cinemas esse mês heiheiuhe mas na verdade foi lançamento em fevereiro lá fora.. não tem nada a ver com "A Caça", mas é um filme bem cabeça e com duplos sentidos, acho que você vai curtir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana!
      Opa,que bom que alguém compartilha de meus sentimentos como filme!
      Esse filme me deixou agoniado, com raiva e com tristeza. Ele foi um tapa na minha cara.
      A cidade inteira condenado o Lucas e menininha tentando falar a verdade foi muito foda. O filme inteiro foi muito foda. A atmosfera criada no filme é quase palpável, da pra acreditar que aconteceria mesmo.
      Eu fiquei com ódio de todo mundo, da menina, dos pais, do irmão e daquela diretorazinha fdp lá!
      Enfim, foi foda!

      Ah, vou assistir sim! Tá anotado aqui!
      =D

      Excluir
  2. Confesso que nunca tinha ouvido falar desse filme, mas assim que li a sinopse fiquei curiosa. A trama é muito interessante, algo presente na sociedade.
    Quero muito ver, já até anotei o nome pra não esquecer.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Inês!
      Que bom que gostou da dica!
      Recomendo mesmo que assistia, é uma tapa na cara!
      =D

      Excluir
  3. Olá, tudo bem? Seguindo seu blog, adorei.

    SEI LÁ, SÓ CLIQUEI NA POSTAGEM POR QUE O ATOR QUE FAZ ESSE FILME É O QUE FAZ O HANNIBAL NO SERIADO... HANNIBAL. Ok, parei com o ataque.
    Eu já tinha ouvido falar desse filme, mas nunca me empenhei em baixar *sim, eu violo as leis a baixo filmes*. Só que com essa sinopse... Oh Zeus, to baixando agora ♥

    Beijos, Ana K | http://universoaoquadrado.blogspot.com.br/ Se você tiver um tempo, dê uma passadinha no meu blog. Espero que goste!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostei! =D
      Sim sim, é ele mesmo!!! Gosto bastante dele em Hannibal e gosto dele tbm nesse filme, mesmo fazendo um papel totalmente diferente.
      Gente, temos uma rebelde aqui!!!
      HAUHAUAHUAHAUH
      Vou lá ver seu blog sim!
      =D

      Excluir
  4. Nunca assisti um filme dinamarquês. Ou nunca reparei. HAHAHAHAHAH
    Gostei da sinopse e das fotos, fiquei bem curiosa. Por enquanto os filmes estão em hiatus, porque aqui em casa o clima é de Copa do Mundo. Então, estamos literalmente respirando jogos e reprises. Um inferno. HAHAHAHAHA

    Vou deixar anotada a sugestão aqui. Beijos, Rob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAUAHUAHAUH
      Eita essa Copa! Então espere e assista depois, pois vale a pena!
      Bjo!
      =D

      Excluir
  5. Ok, nunca vi um filme dinamarquês também e esse ator me dá medo às vezes, mas o talento dele realmente é gigantesco e não duvido nenhum pouco da atuação dele! Fiquei bastante curiosa, é o tipo de filme que te deixa arrasado, sem chão e provavelmente com bastante raiva da sociedade, mas posso me dar ao luxo de esperar por um final feliz? Ou não? rs
    Beijos!

    bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tici!
      Pois vc mudará essa sua visão! Eu tbm achava ele com uma baita cara de psicopata, mas nesse filme não tem nada disso!
      Conhece a expressão "Pé na porta, soco na cara"? É mais ou menos isso o filme!
      Bjo!
      =D

      Excluir
  6. Oi Kaio, não tinha ouvido falar nesse filme ainda (o que não me surpreende, afinal, não sou tão fã de filmes assim hahaha)

    Mas pela sinopse, parece ser bastante interessante e estar relacionado à sociedade.
    Parabéns pelo ótimo post.

    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Milena!
      Ah, mas mesmo não gostando muito de filmes vale a pena, viu?
      Obrigadíssimo!
      =D

      Excluir

Faça um blogueiro feliz deixando seu comentário!
Obrigado pela visita, volte sempre!
Caso tenha um blog, deixe o link para que eu retribua a visita!