segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

[Livro] O Homem Sem Signo - Daniel Monteiro

Olá, pessoas!
Hoje o papo é livro!

O Homem Sem Signo:

Autor: Daniel Monteiro
Edição: 1
Editora: Chiado Editora
Ano: 2014
Páginas: 252
Sinopse: No mundo de Maciaan as pessoas crescem ouvindo lendas sobre centauros, gigantes e misteriosos monstros do mar. De todas as criaturas fantásticas, os mais perigosos são os filhos do zodíaco, humanos que carregam em suas costas a marca da constelação que guia suas ações. O pai de Amato é o filho de Capricórnio e carrega consigo uma terrível maldição. Em O homem sem signo, acompanhamos o crescimento de Amato e sua luta para quebrar a maldição do pai, que só pode ser desfeita com a morte dos outros onze filhos do zodíaco. Para encontrar os seus alvos, Amato precisará viajar para os lugares mais longínquos, lutar contra rebeldes, digladiar em arenas e provocar guerras entre reinos. A vontade do herói é posta à prova quando grandes amigos se revelam filhos do zodíaco, e a decisão de salvar o pai não parece mais tão correta. Mergulhe nesse mundo fantástico e descubra quem é o homem sem signo.

Este texto é livre de spoilers!

O homem sem signo narra história de Amato, um grande guerreiro que tem como objetivo ajudar seu pai, Tiestes, o filho de Capricórnio. Tiestes sofre de uma maldição que o impossibilita de sair de casa, o único meio de ajudá-lo é matando os outros onze filhos do zodíaco.

O livro é de uma fantasia mais leve. Daniel cria uma nova mitologia, mesclando sua própria invenção com elementos tradicionais e os signos do zodíaco. É tudo bem explicado, mas faltou alguns detalhes sobre os filhos do zodíaco e seus poderes, o que acaba deixando a leitura mais fluida, mesmo que pecando nos pormenores.

Alguns filhos do zodíaco tem grandes participações, como Amadeu, O Imortal de Câncer e o Rei Scorpio. Cada qual com sua personalidade e habilidade enriquece a história e cativa o leitor. A maioria dos personagens são cativantes e bem explorados, como Amato, que poderia se considerado um anti-herói. É o personagem principal, mas seus métodos e objetivos são dúbias.
O único ponto negativo é a má exploração das filhas do zodíaco. As personagens femininas em geral não tem grande participação, mas não chega a incomodar.

A trama é cheia de reviravoltas. Surpresas aparecem o tempo todo, o que deixa tudo bem imprevisível. O autor explora muito bem a história e o mundo de Maciaan. Apesar da boa escrita, algumas partes são confusas de entender, por erros de continuidade, mas são bem poucas as vezes que isso ocorre.

A edição da Chiado Editora tem uma capa muito bonita com orelhas, folhas grossas e amareladas, ótima diagramação com nenhum ou quase nenhum erro de português.

Em suma, uma obra cativante e original, com elementos de fantasia que prenderá e surpreenderá o leitor do começo ao fim.

Nota: 4 Canecas de Hidromel


Até mais, e obrigado pelos peixes!
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

6 comentários:

  1. Oie, Kaio!

    Começo chateada que eu tinha feito um comentário enorme e acho que na hora de enviar minha internet caiu e ploft, foi pra outra dimensão :( hahahah

    Olha, eu não conhecia o livro nem o autor, mas adorei a premissa! Gosto muito de mitologias, e adoro quando o autor põe uma pitada de imaginação dele, deixa as coisas diferentes e realmente nos transporta para outro mundo.
    Entretanto, infelizmente, o último livro que eu li há pouco desse tempo me desagradou muito, o autor acabou se perdendo nas criações e agora sinto um arrepio só de pensar hahahaha
    Porém, pela sua resenha, vejo que esse não é o caso, então com certeza vou colocar na listinha depois que eu der um tempo pra passar o trauma hahahaha

    Beijos,
    Letícia - http://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Pooooxa! Isso sempre acontece comigo tbm =(
      Ah, eu tbm adoro quando os livros referencia mitologia! O Homem Sem Signo é fantástico nesse sentido e o autor não se perde! Creio que irá gostar!
      Beijo!
      =D

      Excluir
  2. Diferente e original. Não lembro de conhecer obras que tratem de mitologia e signos do zodíaco e, só por isso já atraiu meu olhar. Amo ver a evolução do genero fantástico na literatura nacional, com cada dia mais publicações que apresentam um roteiro bacana e original. Daria sim uma chance para a leitura.

    Visite: Cantina do Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem original mesmo!
      O cenário nacional de fantasia tá excelente! Só tô lendo coisa boa!
      Se ler, não deixe de dizer o que achou
      =D

      Excluir
  3. Obrigado pelas palavras, Kaio!
    Achei seu blog agora no twitter, através da referência do título do livro, e fico muito feliz com o feedback. Eu posso colocar um link desta página no tumblr do livro? Procuro usar o espaço de lá como acumulador de resenhas, para facilitar o conhecimento da obra aos leitores interessados ( http://homemsemsigno.tumblr.com/ ).
    Aproveito para lhe oferecer meu miniconto de inspiração lovecraftiana: "A herança do professor Duncan". É ambientado no mesmo universo fantástico d'O homem sem signo, e dou esse texto gratuitamente, como brinde e agradecimento, a todos os leitores que apostaram em mim e leram meu livro. É só me chamar por aqui ou lá no twitter (@autordaniel) que eu mando o arquivo.

    Mais uma vez, obrigado!
    Daniel Monteiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço, pelo livro e pelo comentário!
      Claro que podia, adoraria ter minha resenha em seu site.
      Poxa, muito obrigado, fico muito feliz! Me envie o link ou arquivo pelo email, se preferir: kaio_arantes@hotmail.com

      Obrigado!!
      =D

      Excluir

Faça um blogueiro feliz deixando seu comentário!
Obrigado pela visita, volte sempre!
Caso tenha um blog, deixe o link para que eu retribua a visita!